segunda-feira, 26 de outubro de 2009

VITELA À LAFÕES À MODA DA MINHA MÃE (2ª parte)

(imagem retirada da Internet)

Esta não é a maneira correcta de fazer este prato típico da minha terra, mas tenho que dizer que é a mais saborosa de todas, pelo menos para mim!
A minha Mãe começa por estufar a vitela, mas tem que ser um bom pedaço de carne, num tacho com muita cebola cortada às lascas, tomate e um fio de azeite, de preferência caseiro, pois é este que dá um sabor magnífico à carne, com sal q.b.
Entretanto, mete as batatas no forno para assar, sempre com muita cebola, pois ela diz que assim fica um molho mais grosso, e eu acredito nela claro!!!! É uma óptima cozinheira.
Quando a vitela já estiver mais ou menos estufada, ela retira-a do tacho e mete-a em cima das batatas no forno para poder ficar com cor. O molho que está no tacho é passado pela varinha mágica. Este é um passo muito importante para a receita.

No momento em que a carne está com aquela cor maravilhosa que nos diz que está pronta a ser comida, ela retira-a do forno, corta-a em fatias e coloca-a no tacho com o molho; deixa ferver para a carne ganhar um sabor que posso dizer, melhor afirmar que é dos Deuses, e também para não ficar “seca”. Depois de as batatas e a carne estarem prontas, aconselho um arroz seco para acompanhar!

Deixe que vos diga que este é um manjar digno dos Deuses, pois deliciamo-nos com esta vitela à Lafões, alterada com os truques especiais da minha Mãe…

Escrito por Susana Amaro, do blogue Aldeia da Minha Vida.

P.S: este texto foi apenas postado num âmbito de camaradagem. Não entra no concurso da Blogagem, por isso não se encontra em votação.

17 comentários:

  1. Um manjar digno dos Deusses? Hummm pois eu acho que são bem humanos quem lhe afinca o dente!

    Costumo fazer vitela estufada (alcatra, chã de dentro, agulha, etc.) mas não a levo ao forno. Da próxima vez tentarei esta receita que acredito em ti, deve ser mesmo divinal.

    Obrigada, menina

    Jinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Helena!Boa noite
    Eu diria que isto não se faz, um atentado ao bom senso. Então ando eu a fazer sacrifícios todos os dias,para não pecar, pois sempre me ensinaram que a gula é um pecado.E depois apresentam-me coisas destas, Quem é que não vai pecar? Quando se trata de coisitas destas não contem comigo,porque eu afinal sou um grande pecador.
    Costumo fazer muitos vezes assados,mas não conhecia este método. Vou experimentar depois conto como foi.
    beijo

    ResponderEliminar
  3. A Susanita tem dessas coisas.Eu ainda estou na fila à espera dessa tal vitela.Não há meio,ela devora tudo :p
    Ihihih,mas que é uma querida,a nossa Susanita é.

    Jocas gordas
    Lena

    ResponderEliminar
  4. Por lapso dirigi o meu comentário à Helena, quando afinal a autora do texto é a Susana.
    Susana as minhas desculpas. Isto foi o efeito de ver que estava a ter uma miragem.
    beijo
    Acácio

    ResponderEliminar
  5. Ai,Sr. Acácio,o meu texto está mais abaixo...Vê o que dá não comer uma boa vitelinha?Depois fica sem forças e já nem vê bem.Vá,toca a pegar no garfo e atacar o bichinho!

    Jocas gordas
    Lena

    ResponderEliminar
  6. Boa noite, Susana!
    E lá vem mais um petisco!
    E deve ser de comer e chorar por mais!
    O que vale é que a leitura deixa água na boca mas não engorda...de contrário chegávamos ao fim desta blogagem com uns quilitos a mais.
    Então beijinhos aqui de Torres, onde decorrem as festas da cidade com muita música,muitas tasquinhas e até mesmo um festival de acordeons do Mundo.
    Vai ser um desasssossego até dia de S.Martinho, dia da cidade...
    Alcinda

    ResponderEliminar
  7. Uma ementa de categoria!
    Essa pratada também eu comia, se me aparecesse pela frente!

    ResponderEliminar
  8. Pascoalita
    Obrigada pelo seu comentário!
    Só posso dizer que tem de fazer desta maneira para poder confimar que é mesmo um manjar digno dos deuses!
    Tenho a certeza que vai adorar!
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  9. Sr. Acácio
    Se ficou assim a trocar os nomes, só porque leu o texto!
    Imagine como vai ficar quando provar este prato!
    Muito obrigado pelo comentário!
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Alcinda
    É mesmo um petisco! De comer e chorar por mais!
    Os quilos a mais ?! Isso é importante, mas deixe lá faz-se dieta no dia a seguir!
    Espero que as festas aí corram bem!!
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  12. Olá José
    É mesmo uma ementa de categoria!
    Digno de um restaurante Gourmet!!
    Digo eu e cheia de certezas!! EH!EH!
    Obrigado pelo seu comentário
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  13. Helena
    Se te estás a fazer de convidada para ir comer este petisco a minha casa?!! Não sei!!!!
    Vou pensar no teu caso!!
    Mas tens que te portar muito bem!!!
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  14. Ora aqui está um prato de que muito gosto. Vitela de Lafões tem um gosto que não se encontra em mais parte nenhuma do mundo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Oh, Amiguinha Simpática:
    Adoro. Até faz crescer "água na boca".
    Parabéns.
    Beijinhos de respeito imenso.
    Sempre a admirá-la

    pena

    MUITO OBRIGADO por se lembrar de mim.
    Já votei.

    ResponderEliminar
  16. Olá Elvira!
    Muito Obrigada pelo seu comentário ao meu texto.
    E tenho que concordar com a Elvira, este prato tem um gosto, sabor, que nao se encontra em mais lado nenhum do mundo.

    Muito obrigada
    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar
  17. Sr. Pena!
    Acho que me está a confundir com a Susana, eu sou colaboradora do Olho de Turista!
    Sou a nova Susana, assino sempre como Susanita, mas obrigada pelo seu comentário á receita da minha mãe, que por sinal é muito boa!

    Beijos e abraços

    Susanita

    ResponderEliminar